::Sobre Mim::

Nome:ELIANA.
Gosto:Animais, viagens música, crianças,amigos, flores, a natureza...a vida.
Odeio:Mentira, falsidade, violência, falta de respeito.
Filmes:Cruzadas.
Músicas:Muitas...adoro música!


::Amigos::

Angel Rose®
Melodiahot®
Serenata ao Luar®


::Sites Legais::



 



Visitante.


Locations of visitors to this page





.::UOL - O melhor conteúdo::.
.::BOL - E-mail grátis::.




::Já Passou::
06/07/2008 a 12/07/2008
15/06/2008 a 21/06/2008
08/06/2008 a 14/06/2008
01/06/2008 a 07/06/2008
18/05/2008 a 24/05/2008
27/04/2008 a 03/05/2008
13/04/2008 a 19/04/2008
06/04/2008 a 12/04/2008
30/03/2008 a 05/04/2008
16/03/2008 a 22/03/2008
09/03/2008 a 15/03/2008
02/03/2008 a 08/03/2008
17/02/2008 a 23/02/2008
10/02/2008 a 16/02/2008
03/02/2008 a 09/02/2008
27/01/2008 a 02/02/2008
20/01/2008 a 26/01/2008
13/01/2008 a 19/01/2008
06/01/2008 a 12/01/2008
30/12/2007 a 05/01/2008
23/12/2007 a 29/12/2007
16/12/2007 a 22/12/2007
09/12/2007 a 15/12/2007
02/12/2007 a 08/12/2007
25/11/2007 a 01/12/2007
18/11/2007 a 24/11/2007
11/11/2007 a 17/11/2007
04/11/2007 a 10/11/2007
28/10/2007 a 03/11/2007
21/10/2007 a 27/10/2007
14/10/2007 a 20/10/2007
07/10/2007 a 13/10/2007
16/09/2007 a 22/09/2007
09/09/2007 a 15/09/2007
26/08/2007 a 01/09/2007
12/08/2007 a 18/08/2007
29/07/2007 a 04/08/2007
15/07/2007 a 21/07/2007
08/07/2007 a 14/07/2007
01/07/2007 a 07/07/2007
17/06/2007 a 23/06/2007
10/06/2007 a 16/06/2007
03/06/2007 a 09/06/2007


::Créditos::





::Votação::

Dê uma nota para meu blog






::Contador::





Obrigada por sua visita!








Carpe Diem.

 

Carpe Diem" quer dizer "colha o dia". Colha o dia como se fosse um fruto maduro que amanhã estará podre. A vida não pode ser economizada para amanhã. Acontece sempre no presente.
>
> Um roteiro interessante...
> Um roteiro para ser feliz no amor:: Flávio Gikovate ::
>
> 1. O amor é um sentimento que faz parte da "felicidade democrática", aquela que é acessível a todos nós. É democrática a felicidade que deriva de nos sentirmos pessoas boas, corajosas, ousadas, etc. A "felicidade aristocrática" deriva de sensações de prazer possíveis apenas para poucos: riqueza material, fama, beleza extraordinária. Felicidade aristocrática tem a ver com a vaidade e é geradora inevitável de violência em virtude da inveja que a grande maioria sentirá da ínfima minoria.
>
> 2. É difícil definir felicidade: podemos, de modo simplificado, dizer que uma pessoa é feliz quando é capaz de usufruir sem grande culpa os momentos de prazer e de aceitar com serenidade as inevitáveis fases de sofrimento. É impossível nos sentirmos felizes o tempo todo, mas os períodos de felicidade correspondem à sensação de que nada nos falta, de que o tempo poderia parar naquele ponto do filme da vida.
>
> 3. Apesar de ser acessível a todos, o fato é que são muito raras as pessoas que são bem sucedidas no amor. Ou seja, deve existir um bom número de requisitos a serem preenchidos para que um bom encontro aconteça. Não tem sentido pensar que a felicidade sentimental se dê por acaso; não é bom subestimar as dificuldades que podemos encontrar para chegar ao que pretendemos; as simplificações fazem parte das estratégias de enganar pessoas crédulas.
>
> 4. O primeiro passo para a felicidade sentimental consiste em aprendermos a ficar razoavelmente bem sozinhos. Trata-se de um aprendizado e requer treinamento, já que nossa cultura não nos estimula a isso. Temos que nos esforçar muito, já que os primeiros dias de solidão podem ser muito sofridos. Com o passar do tempo aprendemos a nos entreter com nossos pensamentos, com leituras, música, filmes, internet, etc. Aprendemos a nos aproximar de pessoas novas e até mesmo a comer sozinhos. Pessoas capazes de ficar bem consigo mesmas são menos ansiosas e podem esperar com mais sabedoria a chegada de amigos e parceiros sentimentais adequados.
>
> 5. Temos que aprender a definir com precisão nossos sentimentos. Nós pensamos por meio das palavras e se as usarmos com mais de um sentido poderemos nos enganar com grande facilidade. Cito, a seguir, alguns dos conceitos que tenho usado e o sentido que a eles atribuo. Amor é o sentimento que temos por alguém cuja presença nos provoca a sensação de paz e aconchego. O aconchego representa a neutralização do vazio, da sensação de desamparo que vivenciamos desde o momento do nascimento. O aconchego é um "prazer negativo", ou seja, a neutralização de uma dor que existia - nos leva de uma condição negativa para a de neutralidade. Amizade é o sentimento que temos por alguém cuja presença nos provoca algum aconchego e cuja conversa e modo de ser nos encanta. Segundo essa definição, a amizade é sentimento mais rico do que o amor, já que a pessoa que nos provoca o aconchego - apesar de que menos intenso e, por isso mesmo, gerador de menor dependência - é muito especial e desperta nossa admiração pelo modo como se comporta moral e intelectualmente. Sexo é uma agradável sensação de excitação derivada da estimulação das zonas erógenas, de estímulos visuais e mesmo de devaneios envolvendo jogo de sedução e trocas de carícias tácteis. É evidente que a sexualidade envolve questões muito complexas, que não cabe aqui discutir. Quero apenas enfatizar que sexo e amor correspondem a fenômenos completamente diferentes, sendo que o amor está relacionado com o "prazer negativo" do aconchego e o sexo é "prazer positivo", já que nos excitamos e nos sentimos bem mesmo quando não estávamos mal; o amor nos leva do negativo para o zero, ao passo que o sexo nos leva do zero para o positivo. Amor, sexo e amizade podem existir separadamente e também podem coexistir. A mesma pessoa pode nos provocar aconchego e desejo sexual mesmo sem nos encantar intelectualmente; nesse caso, falamos de amor e de sexo. Podemos estabelecer um elo de amizade e sexo sem o envolvimento maior do amor. Podemos vivenciar o sexo em estado puro, assim como o amor - como é o caso do amor que podemos sentir por nossa mãe, que independe de suas peculiaridades intelectuais e não tem nada a ver com o sexo.
>
> 6. A escolha amorosa adequada se faz quando o outro nos desperta o amor, a amizade e o interesse sexual. A essa condição tenho chamado de +amor, mais do que amor. Amigos são escolhidos de modo sofisticado e de acordo com afinidades de caráter, temperamento, interesses e projetos de vida (falo dos poucos amigos íntimos e não dos inúmeros conhecidos que temos). A escolha amorosa deverá seguir os mesmos critérios, sendo que a escolha depende também de um ingrediente desconhecido e indecifrável - porque escolhemos esse e não aquele parceiro? Não é raro que no início do processo de intimidade a sexualidade não se manifeste em toda sua intensidade. Isso não deve ser motivo de preocupação, já que faz parte dos medos que todos temos quando estamos diante de alguém que nos encanta de modo especial.
>
> 7. O medo relacionado com o encantamento amoroso é que determina o estado que chamamos de paixão: paixão é amor mais medo! Temos medo de perder aquela pessoa tão especial e do sofrimento que, nessa condição, teríamos. Temos medo de nos aproximarmos muito dela e de nos diluirmos e nos perdermos de nós mesmos em virtude de seus encantos. Temos enorme medo da felicidade, já que em todos nós os momentos extraordinários se associam imediatamente à sensação de que alguma tragédia irá nos alcançar - o que, felizmente, corresponde a uma fobia, ou seja, um medo sem fundamento real. As fobias existem em função de condicionamentos passados e devem ser enfrentadas de modo respeitoso, mas determinado.
>
> 8. Para ser feliz no amor é preciso ter coragem e enfrentar o medo que a ele se associa. Esse é um exemplo da utilidade prática do conhecimento: ao sabermos que o amor - aquele de boa qualidade, que determina a tendência para a fusão e provoca a enorme sensação de felicidade - sempre vem associado ao medo, não nos sentimos fracos e anormais por sentirmos assim. Ao mesmo tempo, adquirimos os meios para, aos poucos, ir ganhando terreno sobre os medos e agravando a intimidade com aquela pessoa que tanto nos encantou.
>
> 9. Quando o medo se atenua, desaparece a paixão. Isso não deve ser entendido como o enfraquecimento ou o fim do sentimento amoroso pleno. Sobrou "apenas" o amor. O que acaba é o tormento, o "filme de suspense". Fica claro que a coragem é requisito básico para a vitória sobre o medo e a realização do encontro amoroso. O encontro é menos ameaçador quando somos mais independentes e capazes para ficar sozinhos; nossa individualidade mais bem estabelecida nos faz menos disponíveis para a tendência à fusão que é usual no início dos relacionamentos mais intensos. Quando o medo se atenua costuma aumentar o desejo sexual. Se o parceiro escolhido for também um amigo não faltarão ingredientes para a perpetuação do encantamento. Desaparece o medo, mas não desaparecerá o encantamento, a menos que a única coisa interessante fosse o "filme de suspense" - e se for esse o caso é melhor que o relacionamento termine aí. No +amor assim constituído, o encantamento só desaparecerá se desaparecer a admiração.
>
> 10. A admiração só desaparecerá se houver abalos graves na confiança ou se tiver havido grave engano na avaliação do parceiro. É evidente que ao longo de um convívio íntimo com uma pessoa com a qual temos muita afinidade surgirão também diferenças de todo o tipo. Não existem "almas gêmeas", de modo que nem todos os pontos de vista serão afinados, nem todos os hábitos serão compatíveis, etc. É o momento em que surgem certa decepção e dúvidas acerca do acerto da escolha. É nesse ponto que percebemos que a escolha amorosa se faz tanto com o coração como com a razão: a admiração deriva de uma avaliação racional do outro, ainda que o façamos de modo camuflado porque aprendemos que o amor é uma mágica determinada pelas flechas do Cupido. A avaliação da importância das diferenças que finalmente se revelaram determinará a evolução, ou não, do relacionamento. A serenidade na análise de situações dessa natureza só pode acontecer com pessoas portadoras de boa tolerância a frustrações e contrariedades. Assim, a maturidade emocional que se caracteriza pela capacidade de suportarmos bem as dores da vida é requisito indispensável para a felicidade amorosa.
>
> 11. É preciso muita atenção, pois o medo tende a se esconder atrás das dúvidas que derivam das diferenças no modo de ser do outro, do menor desejo sexual inicial e também das eventuais dificuldades práticas derivadas das circunstâncias da vida daqueles que se encontraram e se encantaram. O medo é sempre presente e se formos mais honestos conosco mesmos saberemos melhor separá-lo de seus disfarces. É por isso que o conhecimento, que determina crescimento e fortalecimento da razão, é tão útil para que possamos avançar até mesmo nas questões emocionais. A coragem é a força racional que pode se opor e vencer o medo. Ela cresce com o saber e as convicções e também com a maturidade emocional que nos faz mais competentes para corrermos riscos e eventualmente tolerarmos alguns fracassos.
> 12. A maturidade moral dos que se amam é indispensável para que se estabeleça a mágica da confiança, indispensável para que tenhamos coragem de enfrentar o medo de sermos traídos ou enganados, o que geraria um dos maiores sofrimentos a que nós humanos estamos sujeitos. Não podemos confiar a não ser em pessoas honestas, constantes e consistentes. Assim sendo, este é mais um requisito para que possamos ser felizes no amor. Temos que possuir esta virtude moral e valorizá-la como indispensável no amado. Não há como estabelecermos um elo sólido e verdadeiro com um parceiro não confiável a não ser que queiramos viver sobre uma corda bamba.
>
> 13. São tantos os requisitos básicos para que o +amor se estabeleça que não espanta que ele seja tão incomum mesmo sendo uma felicidade possível para todos. Temos que nos desenvolver emocionalmente até atingir a maturidade que nos permita competência para lidar com frustrações. Temos que avançar moralmente para nos tornarmos confiáveis. Temos que ganhar conhecimento mais sofisticado e útil sobre o amor para que possamos ter uma razão geradora da coragem necessária para ousarmos nessa aventura. Temos que ter competência para ficar sozinhos para que possamos desenvolver melhor nossa individualidade e não nos deixarmos seduzir pela tentação da fusão romântica e a excessiva dependência, além de podermos esperar com paciência a chegada de um parceiro adequado. As virtudes necessárias à felicidade sentimental são todas elas "virtudes democráticas", ou seja, acessíveis a todos e cuja presença em uns não impede que surjam nos outros - é sempre bom lembrar que o mesmo não acontece, por exemplo, com o dinheiro: para que uns tenham bastante é inevitável que muitos outros tenham pouco. As virtudes democráticas podem existir em todos aqueles que se empenharem no caminho do crescimento interior. Acontece que elas não são fáceis de serem conquistadas e nem se pode chegar a elas a não ser por meio de uma longa e persistente caminhada. Não existem atalhos e o trajeto pode demorar anos. O caminho é por vezes penoso, mas ainda assim fascinante. Trata-se de uma densa viagem para dentro de nós mesmos, na direção do autoconhecimento.
>
> 14. Quando estamos prontos, o parceiro adequado acaba se mostrando diante de nossos olhos. Não precisamos nos esforçar, sair de nossas rotinas de vida e buscar ativamente o encontro amoroso. Tudo irá acontecer quando for chegada a hora e sempre é bom ter paciência, já que esperar com serenidade é uma das condições mais difíceis de vivenciarmos.
>
> 15. Se tudo isso lhe pareceu muito racional, lógico e frio, engano seu. Todos esses passos vão nos acontecendo sob a forma de emoções e vivências que se dão espontaneamente, sendo que as reflexões deverão servir apenas de roteiro para que não nos sintamos tão perdidos. Desde a adolescência experimentamos vários tipos de relacionamentos e deveremos ir aprendendo a entender tudo o que está nos acontecendo e todas as nossas ações e reações. Primeiro vivenciamos e depois devemos refletir sobre o que aconteceu. Assim, não existe real antagonismo entre emoções e razão; uma complementa a outra. Reflexões adequadas e consistentes determinam avanços emocionais, que permitem reflexões mais sofisticadas, geradoras de avanços emocionais ainda maiores, e assim por diante. Estabelece-se um círculo virtuoso que deverá criar condições de felicidade sentimental para todos aqueles que se empenharem realmente na rota do crescimento emocional. A felicidade sentimental é a recompensa acessível a todos os que completarem o ciclo mínimo de evolução emocional.

>
>



Escrito por ELIANA. às 15h40
[] [envie esta mensagem]




 

  

 
 

Tem o aluno religioso:

sempre que ele vem ,você

diz -"pelo amor de deus!"

 

Tem o aluno matemático:

ele sempre te faz contar até

dez pra não perder a paciência...

 

Tem o aluno relojoeiro:

ele sempre está desmontando

alguma coisa ...

 

Tem o aluno atleta:

sempre está correndo e

pulando os obstáculos...

 

Tem o aluno lixeiro:

ele não sai do lixo, apontando os lápis ...

 

Tem o aluno detetive 

aquele que fuça em

tudo que não é dele ...

 

Tem o aluno músico:

ele sempre está batucando na mesa ...

 

Tem o aluno hipocondríaco:

ele sempre inventa alguma

doença pra faltar ...

 

Tem o aluno leiteiro:

ele só aparece quando chega o leite...

 

Tem o aluno " homem invisível":

ele sempre está no meio

da bagunça, mas nunca ninguém viu ...

 

Tem o aluno "tropa de elite" :

te faz pensar em desistir todos os dias ....

 

Tem o aluno "gerente":

cuida da vida de todo mundo ...

 

Tem o aluno "anticristo":

ele inferniza todos os seus dias ...

 

Tem o aluno psicólogo:

sempre vem te falar o que

os outros estão sentindo ...

 

Tem o aluno sombra:

não desgruda nunca de você ...

 

Tem o aluno astronauta:

está sempre no mundo da lua ...

 

Tem o aluno catavento:

roda, roda, mas não

chega a lugar algum ...

 

Tem a aluna noiva:

chega sempre atrasada ...

 

 
 


Escrito por ELIANA. às 15h31
[] [envie esta mensagem]




NOSSO MEDO 

NOSSO MEDO 

Nelson Mandela

 O nosso medo mais profundo

não é o de sermos inadequados. 

O nosso medo mais profundo

é que somos poderosos

além de qualquer medida. 

É a nossa luz,

não as nossas trevas,

que mais nos apavora.

Nós nos perguntamos:

Quem sou eu para ser:  

Brilhante...

Maravilhoso...

Talentoso...

Fabuloso...

Na realidade

quem é você

para não ser?

 Você é filho do universo.

Se você se fizer de pequeno

não ajuda o mundo. 

Não há iluminação

em se encolher,

para que os outros

não se sintam inseguros

quando estão perto de você.

 Nascemos para manifestar

a glória do Universo

que está dentro de nós. 

Não está apenas

em um de nós:

ESTÁ EM TODOS NÓS!

 E conforme deixamos

nossa própria luz brilhar, 

inconscientemente

damos às outras pessoas

permissão para fazer o mesmo.

 E conforme nos libertamos

do nosso medo,  

a nossa presença,

automaticamente,

liberta os outros.



Escrito por ELIANA. às 15h21
[] [envie esta mensagem]




 
Amigo que é amigo divide...


Escrito por ELIANA. às 15h18
[] [envie esta mensagem]




Pessoas são músicas

Você já percebeu???
Elas entram na vida da gente
e deixam sinais.
Como a sonoridade do vento ao final da tarde.
Como os ataques de guitarras e metais presentes em cada clarão da manhã.
Olhe a pessoa que está ao seu lado e você vai descobrir, olhando fundo, que há uma melodia brilhando no disco do olhar. Procure escutar.
Pessoas foram compostas para serem ouvidas, sentidas, compreendidas, interpretadas.
Para tocarem nossas vidas com a mesma força do instante em que foram criadas, para tocarem suas próprias vidas com toda essa magia de serem músicas.

E de poderem alçar todos os vôos, de poderem vibrar com todas as notas, de poderem cumprir, afinal, todo o sentido que a elas foi dado pelo Compositor.
Pessoas são músicas como você.
Está ouvindo? Como você.
Pessoas têm que fazer sucesso.
Mesmo que não estejam nas paradas.
Mesmo que não toquem no rádio.



Escrito por ELIANA. às 15h12
[] [envie esta mensagem]




Preciosidade 

Preciosidade

Por te considerar

uma preciosidade,

mando-te esta mensagem. 

Que os bons ventos te guiem,

em todos os tempos,

e sob todas as condições. 

Que nenhum temor imaginário

perturbe a tua serenidade.

 
 
Que nenhum contratempo

abale a tua tranqüilidade. 

Que saiba aproveitar

todas as oportunidades

que a vida oferece. 

Que encontre o Amor

sempre de portas abertas..

 Que consiga conviver em harmonia

com o teu semelhante

e, também, com aquele que

não te é tão semelhante assim! 

Que sempre encontre alegria

nas pequenas coisas da vida... 

seja uma boa leitura,

caminhar pela manhã,

ou qualquer outra atividade...

 Que, nas horas difíceis,

disponha de um cantinho

de paz e sossego,

onde possa descansar

e recompor as tuas forças... 

Que em todos os tempos

Deus te carregue na palma da mão,

e te abrigue longe do medo e do erro... 

guiando os teus passos no caminho

que conduz à felicidade.



Escrito por ELIANA. às 15h09
[] [envie esta mensagem]




Os Primeiros Cuidados com Crianças Traumatizadas  

Olá amigos e colegas, estarei neste mês de fevereiro
dando um curso muito especial em Araraquara, Os
Primeiros Cuidados com Crianças Traumatizadas. Neste
curso estarei abordando um tema básico do dia a dia
das crianças o abuso e os maus tratos. Estarei
ensinando a diagnosticar a presença de maus tratos e
traumas, e como prestar os primeiros socorros e
denunciá-los aos órgãos competentes. Estarei ensinando
o diagnóstico dos maus tratos através dos desenhos e
como socorrer crianças e famílias. É um curso aberto a
professores, educadores, catequistas, pediatrias,
profissionais de saúde. Este é um curso imperdível e
dado raramente, portanto se puderem participar
aproveitem. Além de informar a vocês gostaria de
solicitar que divulgassem estes cursos para as pessoas
que conhecem ou possam se interessar. Agradeço a
atenção e a intenção de divulgar.
Um grande abraço
Gastão Ribeiro

Espaço Trauma
Os Primeiros Cuidados com Crianças Traumatizadas
28/02/08 das 17:00 às 22:00
29/02/08 das 09:00 às 17:00
Araraquara
Prático/Teórico

Está provado. Maus tratos na infância não provocam
apenas traumas psicológicos reversíveis. Mas também
danos permanentes no desenvolvimento e
funções cerebrais. Scientific American

Superar um trauma é um dos maiores desafios que uma
criança pode enfrentar na vida. Muitas vezes o núcleo
familiar, que deveria proteger a criança, se torna
hostil para com ela resultando em abandono,
maus-tratos, abusos sexuais e até a morte. Os
maus-tratos através dos tempos são justificados como
práticas e crenças religiosas, motivos disciplinares,
educacionais e até mesmo com fins econômicos. As
crianças que sofrem maus tratos sofrem de uma
patologia denominada de Transtorno de Estresse
Pos-traumático.

Novas investigações sobre as conseqüências dos maus
tratos na infância, mostram que os abusos infantis que
ocorre durante o período formativo, provocam no
cérebro conseqüências impactantes. O extremo estresse
pode deixar uma marca para sempre em sua estrutura e
função. Tais abusos induzem uma cascata de efeitos
moleculares e neurobiológicos, que alteram de modo
irreversível o desenvolvimento do cérebro da criança.

As Técnicas visam capacitar pessoas ligadas ao contato
direto com crianças em prestar os primeiros socorros
em crianças que sofreram maus tratos. As Técnicas
visam capacitar às pessoas em abordagens terapêuticas
rápidas e efetivas. Estas técnicas foram criadas a
partir do Projeto Trauma Infantil (www.traumainfantil.
kit.net) e do Espaço Trauma, que visa o tratamento de
crianças, adolescentes e adultos portadores de
traumas.

Curso voltado para profissionais e estudantes (último
ano) da área de educação (professores, coordenadores
pedagógicos, psicopedagogos etc) e profissionais e
estudantes (último ano) da área de saúde (Psicólogos,
Fonoaudiólogos, médicos, enfermeiros etc).

Programa de curso
O Trauma
O Conceito de TEPT no DSM IV
O Novo Conceito de Trauma
O Trauma Infantil

O Trauma Infantil
Reações Comuns ao Trauma Infantil
Os Tipos de Traumas
Suas Representações Gráficas

Diagnóstico Grupal
A Técnica do Desenho Livre
Érica e Coelhinhos de Três Patas
O Pequeno Dicionário de Imagens

Primeiros Cuidados
Os Primeiros Auxílios
Critérios de Informações aos pais.
Lugar Seguro
A Cartilha

Técnicas Preventivas de TEPT
O uso dos Cds
Intervenção Energética

Investimento
Profissionais - R$ 370,00
Sendo:370,00 à vista ou 2x de R$190,00

Informações e Inscrições
José Antonio Franciscatto
Av. Arcângelo Nigro, 422
Centro-Araraquara
16-33355833
16-81213255
ou
Dra. Rita de Cássia da Silva –
16 – 3664 2121
consultpsico@
terra.com. br
Rua: Floriano Peixoto, 615
Centro – Brodowski.
ou
Gastão Ribeiro –
31 –3296-9079
gastaoribeiro@
yahoo.com. br
Equipe Trauma Infantil
www.traumainfantil.
kit.net

Facilitador - Gastão Ribeiro
Psicólogo
Presidente da Sociedade Mineira de Hipnose
Psicanalista pelo IEPS de MG
Formação em Hipnoterapia Ericksoniana
Formação em EMDR nível 1 e 2.
TFT™: Thought Field Therapy™,
TAT – “T. Fleming Acupressure Technique”,
Coordenador do Projeto Trauma Infantil.
Coordenador do Espaço Trauma

LOCAL:
Av. Arcângelo Nigro, 422
Esquina com Rua Gonçalves Dias
Centro



Escrito por ELIANA. às 14h48
[] [envie esta mensagem]




ESCUTANDO SOPAS -

por Ferrari


comecei escutando sopas
entornei o caldo sobre a língua
e o salgado, o apimentado, o acebolado
se transformaram numa sonata
de chopin-pon-blem-blom

depois das sopas
passei pra obras mais ousadas
sinfonias da natureza que são deixadas de lado
rotuladas de feias, desagradáveis
e até de demoníacas

por exemplo,
passei a escutar limões
e fui fundo!
limões a capela!
só eu e a poderosa voz de um limão
frente a frente
nota por nota

sim, me orgulho:
já escutei um limão inteirinho!
não posso dizer
que é uma obra popular
de fácil digestão
como arroz com feijão
ou milkshake
mas se você gosta de bethoveen
precisa escutar um limão
é quase como sentir a nona sinfonia
entrando pelos poros

comecei escutando sopas
depois limões
e foi assim que descobri
o grande banquete de sentimentos
que é servido instante após instante
dentro do meu coração

se você nunca se ouviu
se os ouvidos do seu coração estão tapados
aconselho que comece pelas sopas mesmo
nunca pelos limões
em casos mais graves de surdes cardíaca
recomendo água com açúcar
ou paçoquinha amor

- - - - - - - - -

Marcelo Ferrari é filosofo, músico e poeta.









Escrito por ELIANA. às 14h32
[] [envie esta mensagem]




Adolescente

 

Pode um adolescente, no auge dos seus quatorze anos, com todos os hormônios à flor da pele, com todos os convites à exploração da vida e de si mesmo, importar-se com as coisas de Deus, e ter um compromisso sério com o Senhor?
 
Pode. Conheço um desses.
 
Dos oito aos onze anos serviu à Deus na fé que conhecia, como coroinha da Igreja Católica. Ao fazer seu catecismo, apaixonou-se pela missa, e foi convidado a ocupar o importante cargo de ajudante do padre, nas celebrações. Ele e o seu colega de Piraju, que ficou poucos meses e desistiu. Ele fazia capoeira e judô na Academia Melo e, após as aulas, colocava sua calça curta azul marinho,  sua camisa estampada e uma cruz tecida em veludo fixada com um alfinete, e ia à missa. Todos os dias da semana. Todos os meses do ano, exceto nas férias. E fazia isso com dedicação.
 
Mas um dia tudo acabou, pois um padre, muito nervoso, já falecido, ao mandar que ele e outros coleguinhas distribuíssem o “Deus Conosco” especial da Semana Santa (boletim da missa) contendo duas folhas, à porta da catedral, ordenou-lhes que
recolhessem o material ao final da celebração, para ser usado no dia seguinte. Mas o povo entregou parte apenas, e muitas folhas estavam riscadas, amassadas, sujas. Tentou remontar os boletins, mas quando o padre, na sacristia (ante-sala da nave da igreja), viu aquilo, deu-lhe um bofetão, e disse-lhe: “suma daqui!”.
 
Foi aos onze anos que, cabisbaixo, rosto vermelho com as marcas do tapa e chorando, foi convidado pela Dna. Lourdes, uma senhora muito beata, que rezava terços antes das missas, a ajudá-la nas rezas e nos cânticos. Ficou entusiasmado, e aprendeu com ela a rezar os terços, tendo decorado os “mistérios” que a cada conjunto de dez aves-marias e um pai-nosso, eram ditos. Aprendeu os cânticos, trazidos em pastas cuidadosamente guardadas por anos pela Dna. Lourdes, em folhas mimeografadas, que ele distribuía e ajudava a cantar. Fez isso por um ano e meio.
 
Numa terça-feira, inesperadamente, Dna. Lourdes, ao vê-lo, expulsou-o de sua presença. Ele, perplexo, perguntou o porquê. Ela disse-lhe: “disseram-me que você dará muita dor de cabeça, e eu não quero problemas. Suma daqui!” E ele, novamente, sumiu.
 
Ele tinha só doze anos! Decidiu conhecer a psicografia, que suas vizinhas desenvolviam. Junto à Dna. Olga, uma senhora querida, que morava ao lado de sua casa, decidiu fazer “concentrações”, após os “passes”. Nessas concentrações, deixava a mão livre para "dar a liberdade aos espíritos", para que se valessem de sua mão. E, de fato, a sua mão começou a escrever. Mas logo nas primeiras vezes saiu correndo, dizendo: “Deus me livre!”.
 
Decidiu visitar um centro de quimbanda, a umbanda mais “pesada”. Era um porão, embaixo da casa de uma senhora, com o teto bem alto. Umas cinqüenta imagens na mesa, umas trinta velas em toda parte, dois incensários soltando fumaça, a porta e as janelas fechadas, e o povo acotovelando-se no salão. Começou-se a rezar. De repente, a senhora, que estava vestida com roupas de capoeira,  deu um salto, bateu os pés no teto, desceu, desenhou uma estrela de cinco pontas com a pemba (giz branco, formato pedra) e disse: “é aqui que vô trabaiá!”. Daí várias outras senhoras receberam “erês”, possessões com ares infantis, e os trabalhos foram feitos. Ele queria sair, mas a porta estava trancada. Ao final, aparece-lhe o marido da mulher, dizendo: “você é médium, tem que vir fazer o santo e desenvolver”. Recebeu um "passe", saiu e nunca mais voltou.
 
Aos treze anos, decidiu “aproveitar” a idade, e viver sua época de roqueiro e de John Travolta. Decidiu ser um jovem alienado da religião. Ledo engano! O vazio no peito lhe levava às coisas divinas, e folhetos evangelísticos chegavam às suas mãos, falando sobre o fim do mundo. Aquilo lhe assustava, pois ele queria “consertar” a sua infância, os seus sofrimentos e os seus pecados na próxima encarnação, e se o mundo acabasse, ele estaria “frito”, sem chance de acertos.
 
Foi então que, após um carnaval, ao voltar do trabalho, viu um distribuidor de folhetos, que, ao chegar-se próximo da sua caixa de correio, deu-lhe um folheto. Era um folheto conhecido, mas que ele havia perdido, “Previsão Científica do Fim do Mundo”, do Pastor Timofei Diacov. Nessa época o garoto era office-boy do BCN, e, junto com um espírita, decidiu que fariam entrevistas com religiosos, para saber qual era a bíblia verdadeira. E entrevistar o Pastor Timofei era uma oportunidade e tanto. Marcou um encontro para o sábado. 
 
E o garoto tinha apenas quatorze anos!
 
Naquele sábado chovia torrencialmente em São Paulo, mas ele foi à casa do pastor mesmo assim. Chegou às quinze horas. Levou um gravador de cassetes. Levou fita e microfone. E também uma porção de perguntas bíblicas. O pastor respondeu cada uma, com carinho, paciência e muita consideração. Ele “perdeu” cinco horas com o menino, na sala de estar. Gastou tempo com um adolescente de quatorze anos. E que tempo importante para ele!
 
Saiu dali ávido por ler a bíblia, e o fez durante toda a madrugada. No dia seguinte, para terminar a entrevista (conforme sugestão da esposa do pastor, Tia Elzira, que já está com Jesus),  foi à noite para a igreja. E, após ouvir a pregação do pastor, a primeira pregação evangelística que ouviu em sua vida, resolveu atender ao apelo e levantar a sua mão, decidindo confessar a Cristo como seu único e suficiente Salvador.
 
E ele era apenas um adolescente. Um menino de quatorze anos, que vivia a fase de mudanças, onde as decisões não parecem ser tão importantes e definitivas.
 
Para ele foram.
 
E foi no dia 23 de fevereiro de 1980.
 
Faz vinte e oito anos que um simples adolescente converteu-se.
 
E esse adolescente ... sou eu!!! 
 
 
 Pastor Wagner A. de Araujo
 
 Deus te abençoe grandemente  amado  pastor Wagner
 
 
 


Escrito por ELIANA. às 14h26
[] [envie esta mensagem]




Com os olhos de Deus.

Quando nós vemos do jeito que Deus quer que vejamos,

vemos a mão do céu no meio da doença, Jesus trabalhando em um jovem problemático,

o Espírito Santo confortando um coração partido.

Vemos com fé, e quando a fé produz esperança,

nós todos somos preenchidos com esperança.

Pelo que sabemos, há mais na vida do que o que o olho encontra.

 

Max Lucado

__._,_.___



Escrito por ELIANA. às 14h21
[] [envie esta mensagem]




Evite o amendoim!


Essa piadinha é para os assanhados de plantão:
 
 
 *O cara, + - 50 anos, recém divorciado, sai para a noite numa tentativa de
 refazer a sua vida social.
 Num bar conhece uma mulher, cerca de 68 anos no mínimo , ainda muito bonita, relativamente bem conservada, conversa interessante.
 Papo vai, papo vem o assunto chega ao sexo. Mais um pouco e ele sugere uma
 relação e ela se mostra interessada.
 Aí ela pergunta o que ele acha de uma transa a três, tipo com mãe e filha.
 *
 *O cara acha o máximo e diz que não tem problema, muito pelo contrário, e .........................
Assim  ela convida para irem à casa dela.
 Entram no apartamento, o cara já está mais do que excitado, ela tranca a > porta e grita:
 
 * *- Mãe, cheguei !!!!!
 
 
 


Escrito por ELIANA. às 14h11
[] [envie esta mensagem]




 

Eleições EUA

Debate entre democratas pode ter deixado as coisas na mesma

Hillary Clinton é aplaudida de pé, fato inédito em tais encontros

Como deter o progresso de um objeto estratosférico cheio de combustível de foguete? Esta foi a tarefa da marinha americana na quarta-feira e a de Hillary Clinton no debate de ontem no Texas. A marinha atingiu o alvo. Hillary não. Ela nem mesmo fez um disparo. Assim começa a avaliação da Slate sobre um momento crítico da pré-canditata democrata. Clinton foi ocasionalmente agressiva mas não conseguiu conter a dinâmica de Obama. Seu plano não era detonar o rival, mas mostrar que entendia as preocupações do povo e tinha planos a respeito. Infelizmente, Obama mostrou um dos melhores desempenhos da campanha. É fácil ver porque Hillary gosta de debates. Combina com seu ritmo natural assim como os palcos combinam com o discurso e a linguagem corporal de Obama. Ela parece mais confortável em um ambiente onde pode mostrar fatos e detalhes específicos de seus programas. E seu desempenho ontem deu moral a suas tropas, lembrando-as de quem ela é. Obama, porém, conseguiu superar o argumento, utilizado pela rival, e agora por parte crescente da imprensa, de que é um blefe recheado de palavras. Já o Dallas Morning News acredita que o momento mais memorável da noite foi a conclusão emocionada de Hillary, misturada a um sentimento de que ela poderia perder, mas que ambos serviriam bem a seu país. Perguntada sobre qual crise na vida mais a testou, ela provocou risos ao dizer que a maioria das pessoas sabia que ela tivera algumas. Mas disse que elas diminuem quando testemunha a força e a determinação dos outros - pessoas comum lutando com o atendimento de saúde ou veteranos de guerra convivendo com corpos fragilizados. Com voz embargada, disse a Obama que estava honrada de debater com ele. Foi a primeira vez que o público aplaudiu de pé, nas mais de 40 horas de debates entre os dois pré-candidatos. No entanto, calcula The Atlantic, Hillary precisava que ele tropeçasse, e ele não tropeçou. Ela falou a dois públicos: aos democratas, agora, e à nação, em novembro.

Inglaterra

País cedeu território para vôos de "tortura" dos EUA

Aviões americanos se reabasteceram em território britânico com supostos terroristas a bordo

David Milliband, ministro do exterior britânico, desculpou-se ontem com parlamentares depois de que admitir que os vôos de "rendição" americanos - conhecidos também como "vôos de tortura" - haviam pousado duas vezes em solo de seu país. O governo britânico havia assegurado antes que isto não acontecera. Duas vezes, em 2002, aviões dos EUA com suspeitos de terrorismo pararam para reabastecimento no território de Diego Garcia, no Oceano Índico, informa o Financial Times. Milliband disse "lamentar profundamente" as informações falsas dadas anteriormente por ministros e pelo próprio então primeiro-ministro, Tony Blair. O destino dos suspeitos era a temida base americana de Guantánamo, local de notáveis violações de direitos humanos por parte do governo Bush - que defende a prática da tortura. Um deles está desde então preso na base e o outro, diz a CIA, foi libertado. Os vôos de "rendição" começaram depois do 11 de setembro. O primeiro-ministro britânico Gordon Brown, que se encontrava em Bruxelas, expressou seu "desapontamento" e disse que a falha de Washington de não divulgar os vôos antes foi "uma coisa muito séria". Acrescentou que a Grã-Bretanha apoiaria vôos de rendição de passagem pelo país apenas se o governo estivesse satisfeito de que eles estivessem de arcordo com as leis e as obrigações internacionais britânicas, inclusive a Convenção da ONU Contra a Tortura, informa o Independent.

Quênia

Líder da oposição deixa o país em meio a negociações de paz

Acredita-se que fato não influenciará resultado de discussões de hoje

Raila Odinga, líder de oposição do Quênia, deixou o país inesperadamente hoje, um dia após negociadores do governo e seus oponentes chegarem perto de um acordo de coalizão para terminar com os sangrentos conflitos pós-eleitorais. George Nyamweya, porta-voz do partido do presidente, disse que a partida de Odinga não é necessariamente um sinal de que as negociações tenham desandado. Odinga faltou a uma reunião hoje com Jean Ping, presidente da Comissão da União Africana, braço executivo da organização. A eleição de 27 de dezembro passado levou de volta ao poder o presidente Mwai Kibaki, depois de a vantagem inicial de Odinga nas urnas ter subitamente evaporado. A fraude resultou em uma onda de violência étnica que já matou mais de mil pessoas, lembra a Associated Press. "Estou começando a ver luz no fim do túnel", disse ontem o ex-presidente da ONU, Kofi Annan, que tem servido de mediador nas discussões. "Este final de semana será crucial. Espero que na próxima semana tenhamos os termos de um acordo", Ping afirmou em uma entrevista à imprensa em Nairobi, relata The Guardian. Havia rumores ontem de que grupos armados estavam se mobilizando para novos ataques caso as negociações fracassassem.

Turquia

Milhares de soldados do país entram em território iraquiano

É a primeira invasão desde a campanha de 2003, liderada pelos EUA

Soldados turcos intensificaram seu conflito com rebeldes curdos hoje, quando milhares deles atravessaram a fronteira no norte do Iraque. A operação para perseguir guerrilheiros do partido separatista curdo PPK foi anunciada esta manhã por militares turcos, e ocorreu horas depois de aviões e artilharia do país terem bombardeado alvos rebeldes, segundo The Times. Tropas turcas vêm se concentrando na fronteira há meses. "As Forças Armadas Turcas, que valorizam a integridade territorial iraquina e sua estabilidade, retornarão assim que suas metas planejadas foram atingidas", disse o exército turco em um comunicado. "A operação impedirá que a região seja uma base segura e permanente para terroristas e irá contribuir com a estabilidade e a paz interna do Iraque", prossegue o comunicado. Observadores expressaram grande preocupação de que qualquer confrontação importante entre a Turquia e os curdos levasse a uma espiral de instabilidade no Iraque, que já está mergulhado em violência sectária desde a invasão de 2003. Um funcionário do governo americano citado pela Reuters expressou preocupação com a escala da operação. "Não é a melhor das notícias e o nível é totalmente novo" afirmou o secretário de estado adjunto Matthew Bryza. E a União Européia, embora apóie a luta contra o "terrorismo", pediu à Turquia que se contenha e não faça qualquer ação militar desproporcional, informa a BBC.

Notas

Os patéticos planos americanos para matar ou intimidar Fidel

Entre eles se encontra a tentativa de usar uma substância química que fizesse sua barba cair. Outros planos incluíam o uso da máfia para envenená-lo, um molusco com um explosivo dentro que detonaria quando aberto, e uma roupa de mergulho contaminada com fungos que causariam doenças. As informações estão no livro "A Obssessão com Castro: Operações Secretas dos EUA Contra Cuba, 1959-1965", de Don Bhoning. Ele foi editor de América Latina no Miami Herald, lembra a CNN. As informações não são novas. Elas se tornaram públicas em 1975, quando o senador Frank Church, democrata do Idaho, conduziu um inquérito parlamentar sobre tentativas de assassinato envolvendo líderes estrangeiros. Maiores detalhes emergiram com a divulgação de um relatório sobre Fidel preparado a pedido do presidente Lyndon Johnson em 1967 e liberado para publicação em 1993. Entre as idéias esdrúxulas, um ataque com um aerosol em um estúdio de rádio onde Fidel debatia, que produziria reações semelhantes às do LSD. Outra, charutos contaminados com uma droga que produziria uma desorientação de personalidade temporária. E a colocação de sal de tálio dentro de seus sapatos para que sua barba caísse, o que prejudicaria a imagem do líder. É absolutamente notável, mas tudo verdade.

Governo britânico pede que motoristas sejam mais "verdes"

Motoristas poderiam economizar 340 reais por ano e reduzir seu impacto sobre o ambiente se adotassem algumas práticas ao dirigir, de acordo com a RAC, a autoridade britânica de trânsito. Ela afirma que motoristas estão desperdiçando cerca de R$ 7 bilhões por ano. O combustível desperdiçado daria para encher 267 piscinas olímpicas. De acordo com a RAC, 9% dos motoristas só checam a pressão dos pneus uma vez por ano, e 77% não sabem que pneus murchos aumentam o consumo de gasolina. A entidade aconselha a não viajar com peso desnecessário no carro, dirigir com velocidade apropriada à redução de CO2, evitar horários de pico no trânsito, evitar acelerar bruscamente e desligar o carro quando ele estiver parado por mais de três minutos. Ah, e não se perder. Caminhos mais longos, mais gastos, informa The Guardian.

Japoneses inventam arroz transgênico contra o cólera

Um grupo de cientistas cultivou uma variedade do cereal que tem o mesmo efeito da vacina. Os grãos modificados contém entre 15 e 30 microgramas de proteínas da bactéria do cólera e devem ser consumidos em pequenas doses - como remédio, e não como alimento. A equipe de pesquisa, liderada pelo professor Hiroshi Kiyono, da Universidade de Tóquio, espera poder repetir o experimento com medicamentos para outras enfermidades. Ele trabalha agora com um arroz que combateria a gripe, de acordo com La Vanguardia.

Variety, a bíblia do entretenimento, está à venda

Ela e a Publishers Weekly, influente no mundo dos livros, estão à venda junto com dezenas de outras publicações de negócios da empresa Reed Elsevier, que teme o futuro incerto do mercado de publicidade. Ela afirmou que pretende vender uma unidade, a Reed Business Information, e comprar a ChoicePoint, fornecedora de informações para o consumidor, por U$ 4.1 bilhões. Outras publicações incluem Broadcasting & Cable, Multichannel News e New Scientist. "Isto é uma indicação clara de que o cenário está mudando para os editores de publicações business-to-business, com a luta das edições em papel pelos dólares de publicidade", diz Michael Parker, diretor de fusões e aquisições da empresa de consultoria AdMedia Partners. A ChoicePoint, fundada em 1997, compra e analisa dados de consumidores para empresas de seguro e outros clientes. As informações são do New York Times.

José Eduardo Mendonça, editor online da Revista da Semana.

Confira as publicações anteriores:




Escrito por ELIANA. às 13h59
[] [envie esta mensagem]


"Quando a gente pensa que sabe todas as respostas, vem a vida e muda as perguntas. Mas não perca a esperança nunca! Sempre haverá uma nova chance para você ser feliz!"